Novo relatório do OSB aponta aumento de 13% na contratação de CCs em Bento

Os dados dizem respeito ao segundo quadrimestre deste ano

O Observatório Social do Brasil em Bento Gonçalves apresentou o balanço de suas ações do segundo quadrimestre deste ano, em evento realizado na semana passada.  Durante o período, a entidade analisou 72 licitações do poder público, as quais movimentaram cerca de R$ 44 milhões em recursos municipais.

Em um dos pontos de destaque esteve a progressão do número de Cargos em Comissão (CCs) ocupados na prefeitura. Entre maio e agosto de 2019, foram registradas 14 novas nomeações (entradas), ante sete exonerações (saídas). De acordo com o OSB, o município fechou o período com 127 CCs, 13,3% a mais do que em 2018. Os dados ainda mostram que o gasto mensal com estes servidores chegou a R$ 518 mil em agosto. Nos oito primeiros meses do ano, o custo atingido está acima de R$ 4 milhões.

Outra área avaliada pela entidade foi a contratação de tercerizados. Após solicitação por Ofício, o Poder Público encaminhou a relação completa dos funcionários que atuam pela empresa CCS Serviços Terceirizados Ltda., juntamente com a lotação de cada trabalhador. Foi constatado que 43 instituições de ensino dispõem de terceirizados em seus quadros, principalmente nas funções de Auxiliar de Educação Infantil, Auxiliar de Limpeza e Auxiliar de Cozinha. Em agosto, 527 terceirizados estavam atuando junto à prefeitura, representando um investimento mensal de cerca de R$ 524 mil.

Economia

A entidade também notou que o município alcançou uma economia de 13% em relação às licitações do período analisado. A previsão inicial era de que o município pagasse até R$ 39,6 milhões por compras e outros serviços. Ao final, o montante dispensado ficou em R$ 34,3 milhões.

Outro aspecto bastante relevante a respeito dos processos licitatórios estudados foi a constatação de que 81% das 195 empresas que participaram das disputas são de outros municípios. Apenas 37 delas (19%) têm sede em Bento Gonçalves.

Foto: Divulgação